Home Blog

ACORDA, MEU FILHO

Publicado em 4 de setembro de 2018 por Pai João de Aruanda

BLOG

ACORDA, MEU FILHO

 

Tem gente dormindo demais por aí. Você não acha, meu filho, que esse sono todo é um processo de fuga ou preguiça disfarçada? Às vezes preto-velho vê meus filhos reclamarem das coisas: que estão difíceis, que a vida está cada dia mais dura e os negócios não correspondem aos investimentos realizados por vocês.

Mas, veja bem, meu filho, dormindo desse jeito você vai perder enormes oportunidades. Quem quer vencer na vida não entrega seus negócios para outros administrarem. Estude as atitudes dos vencedores e você poderá ver que cada um deles assumiu por si mesmo a atividade na qual se destacou.

Acorde enquanto é tempo, pois, quando você ficar velho, o tempo precioso já terá passado, e tempo, meu filho, é algo que nunca volta, assim como oportunidade perdida jamais retorna. Tudo pode se renovar, mas nada se repete em condições idênticas. Comece o dia cedo, dando exemplo àqueles que lhe são subordinados.

Não adianta reclamar que é difícil ou que está cansado. O corpo físico foi projetado por Deus para se reerguer diariamente após um período de oito horas de sono. Se você não consegue se manter acordado depois disso, é porque algo está errado. Pense bem e veja se você não está fugindo indefinidamente de algo. Talvez seu corpo se enclausure no sono como fuga dos deveres que lhe competem.

Há quem durma também diante da vida, deixando as oportunidades de progresso passarem. Desgastam-se na juventude, abusando de seus próprios limites, e depois, quando o outono da vida chega, lamentam o tempo perdido.

Hoje, meu filho, a vida mudou e ninguém poderá deixar o tempo passar indefinidamente sem arrepender-se logo. Cuidar das coisas espirituais enquanto é tempo é questão de sabedoria. Portanto, acorde da letargia espiritual e defina-se imediatamente. Não se pode ficar dormindo enquanto o mundo gira cada vez mais rápido rumo a um futuro de realizações.

De modo análogo, há aqueles que esperam cair do céu a tão sonhada felicidade… Acham que seu príncipe encantado ou a princesa de seus sonhos virá miraculosamente acordá-los a qualquer hora. Esperam tanto que deixam de perceber que estão sonhando, e sonhos só são possíveis, meu filho, quando a gente dorme. Acorde e aprenda logo que a felicidade não cai do céu.

Ninguém vai descobrir você escondido aí, em seu cantinho particular e, com um passe de mágica, apaixonar-se. Saia para viver e mostre-se, apareça, brilhe e invista em si mesmo. O mundo transformou-se muito nos últimos séculos, e você dormiu demais em seu sonho e fantasia. Cuidado para que, quando acordar, não se encontre num pesadelo diante da realidade.

Sonhos e ideais são muito bons, mas somente agindo é que os meus filhos poderão realizar qualquer empreendimento e encontrar satisfação na vida. Ninguém vive apenas de sonhos e ideais. É preciso que meus filhos tomem atitudes e parem de mascarar e desculpar sua omissão. Assuma uma postura agressiva e de coragem diante da vida e não se entregue ao sono da alma, pior do que o sono indefinível daqueles que fogem da responsabilidade.

Acordar é ser agressivo e romper com o ócio; é ser arrojado no mundo, assumindo atitude de vencedor na vida. É ser ativo, proativo, e não se entregar à fuga da consciência.

Até os mortos já se levantaram, meu filho, e trabalham o tempo todo; por que você continua deitado e dormindo?

 

Texto extraído do livro Sabedoria de preto-velho, ditado pelo espírito Pai João de Aruanda e psicografado por Robson Pinheiro.

“Ele precisa mesmo apresentar-se como preto-velho?”, questionam alguns. Respondemos: “E por que não?” A conformação dos espíritos esclarecidos está ligada a suas encarnações mais recentes e ao aspecto que lhes será útil a fim de cumprir seus objetivos. Acaso todos devem ser brancos, se a humanidade é a expressão da diversidade? Escravo nas terras pernambucanas e, depois, baianas, João Cobú vivera antes como senhor, no sul escravocrata dos EUA. No Brasil, desejou viver do outro lado da chibata. Em encarnação na Baía de Todos os Santos, encerrada pela febre amarela em 1900, foi líder espiritual de sua comunidade. Espírito protetor de Everilda Batista, mãe de Robson Pinheiro, atua desde 1950 através da mediunidade na família.

Facebook Email

Comentários

Filtros:
Deixe seu comentário

Buscar

Publicidade

Assine

Acessar minha conta
Inscreva-se

Mínimo de 8 caracteres contendo letras e números.

Esqueci minha senha
Problemas de acesso?

Veja se o nosso suporte técnico pode te ajudar. Porém, antes de entrar em contato, verifique se já temos a resposta para a sua dúvida.

Entre em contato
via CHAT

ou via Skype
suporte.colegiado